Rui alerta que vacina não será distribuída de imediato para todos, ‘Se cuide’

De acordo com o governador baiano, prioridade deverá ser para idosos, pessoas com outras doenças e profissionais mais expostos

Apesar da série de vacinas contra a Covid-19 em testes na Bahia, o governador Rui Costa lembrou que, caso o resultado seja positivo, nem todos serão imunizados de imediato, automaticamente, instantaneamente. Isso porque, assim como no caso de outras doenças, deverá haver escalonamento de vacinação para público prioritário. Entre eles, idosos, pessoas com outras doenças e profissionais mais expostos, como de saúde e segurança pública.

Esses critérios serão definidos, segundo Rui, pelo laboratório responsável pela vacina, que deverão levar em conta os contratos já fechados e o preço de cada dose. A melhor perspectiva é que, ainda que a vacina seja validada até dezembro, a imunização levará todo o ano de 2021.

Nesse caso, Rui chamou a atenção para as medidas de segurança que podem ser adotadas por todos, como usar máscara e higienizar a mão com água e sabão ou álcool gel.

“A humanidade levará um tempo ainda. E a recomendação que faço é: se cuide. A gente percebe que já tem gente sem máscara nas ruas, como se as pessoas estivessem relaxando. Tem cidades que não têm mais vírus ativo, e isso faz com que a pessoa já tire a máscara. Isso é muito perigoso. Como o vírus é traiçoeiro, circula sem as pessoas saberem. Às vezes, quando sabem já é um caso grave”, destacou o governador.

Rui Costa entregou nesta quarta-feira (23) uma obra de contenção de encosta no bairro do IAPI, em Salvador. À tarde, o governador e sua equipe deverão se reunir com representantes do laboratório Pfizer para discutir a fase de testes já concluída.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia.ba/ Foto: Eduardo Dias/ bahia.ba