AmargosaBrejõesCastro AlvesCidadesCidades do Recôncavo e ValeDestaquesElísio MedradoLajeMutuípePiemonte do ParaguaçuRecôncavoSanta TerezinhaSanto Antônio de JesusSão Miguel das MatasVale do JiquiriçáVarzedo

Paróquias da Diocese de Amargosa suspendem atividades presenciais

Várias paróquias que compõem a Diocese de Amargosa estão funcionando de forma restritiva por causa do avanço de casos de Covid-19 em vários municípios da Bahia e também por causa do decreto estadual que entra em vigor nesta sexta-feira (26).

As paróquias de Amargosa, São Miguel das Matas, Santo Antonio de Jesus, Valença, Laje, Mutuípe, Jiquiriçá, Ubaíra, Milagres, Brejões, Santa Terezinha, Castro Alves, Muniz Ferreira, Varzedo e Elísio Medrado, são algumas que já estão utilizando as redes sociais desde o ano passado para transmitir as missas e demais atividades paroquianas.

Este final de semana, a partir desta sexta-feira, o estado decretou restrições de atividades que causam aglomeração, exceto as consideradas essenciais, como Supermercados, Farmácias e serviços de saúde. Das 20h às 05h, de 26 de fevereiro até 01 de março de 2021, em todo o território do Estado da Bahia, em conformidade com as condições estabelecidas nos respectivos Decretos Municipais.

O decreto estadual de Nº20.254 de 25 de Fevereiro de 2021, no artigo 7º, ficam suspensos eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, religiosos, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica, durante o período de 26 de fevereiro a 01 de março de 2021.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Criativa On Line/Foto: Fábio Cruz/Recôncavo no Ar

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo