E. Medrado participa da reunião do Fórum de Secretários de Agricultura do Território de Identidade Vale do Jiquiriçá em Salvador

Secretário de agricultura e Meio Ambiente, Paulo Henrique participou representando o município.

Dirigentes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) participaram, nesta terça-feira (13), no auditório da Secretaria de Planejamento (Seplan), no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, da reunião do Fórum de secretários de Agricultura do Território de Identidade Vale do Jiquiriçá. O objetivo foi apresentar as principais demandas da agricultura familiar dos municípios do território e fazer um balanço das ações que já vêm sendo desenvolvidas.

O encontro debateu temas como assistência técnica e extensão rural (Ater), regularização fundiária, distribuição de mudas, projeto de mecanização rural (Promer), requalificação de agroindústrias e fortalecimento de cadeias produtivas estratégicas predominantes no território.

O secretário da SDR, Josias Gomes, pontuou que este novo arranjo territorial, que está sendo implantado atualmente, permite uma série de avanços significativos, com formas inovadoras: “Os municípios são predominantemente agrícola e o fórum de secretários deve ser protagonista para sensibilizar os envolvidos na execução dessa política pública, para que possamos juntos realizar uma ação mais efetiva para a agricultura familiar dos municípios”. Gomes reforçou também a importância de haver uma cumplicidade dos secretários para organizar e executar essas ações, a partir do que já se dispõe de recursos e mão de obra qualificada e do que cada um dos municípios precisa.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município de São Miguel das Matas, Helder Geovane de Souza, ressaltou que apesar dos desafios para ampliar as políticas públicas voltadas para a agricultura familiar do município já é possível ver resultados das ações executadas nos últimos anos: “A gente tem avançado nas políticas públicas, apesar das dificuldades atuais na esfera federal. A SDR tem estado mais presente dentro dos territórios baianos e a gente vê a mudança da agricultura familiar. A vida do homem do campo tem mudado para melhor e ele está mais empoderado, porque as políticas públicas estão chegando na base”.

O Vale do Jiquiriçá é formado por 20 municípios, com cerca de 20 mil famílias de agricultores familiares, que trabalham em cadeias produtivas como a de bovinocultura de leite, ovinocultura, sisal, mandioca e fruticultura, incluindo produtos como o cacau, maracujá, umbu, cajá e banana, entre outros itens.

sdr.ba.gov./Foto: ASCOM