Política

Após liberação do STF, governador do Amazonas não vai à CPI

Na sessão desta quinta-feira, os senadores devem votar requerimentos para a quebra de sigilo telefônico e telemático de algumas autoridades.

Convocado para prestar depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 nesta quinta-feira, o governador do Amazonas, Wilson Lima, não compareceu ao Senado. A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber deu o aval para o gestor não depor à CPI.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o senador Humberto Costa (PT-PE) informou que, os senadores vão solicitar estudo da Consultoria Jurídica do Senado que oriente a condução da investigação junto aos estados. Segundo o senador, no caso de governadores não poderem comparecer, secretários ou ordenadores de despesas poderão ser chamados para prestar esclarecimentos à CPI.

Com a ausência de Lima, os senadores devem votar requerimentos para a quebra de sigilo telefônico e telemático de algumas autoridades, entre elas o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o ex-chanceler Ernesto Araújo e o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS).

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia.ba/Foto: Diego Peres/Secom

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo