Vampeta pode ser preso por dever mais de R$ 200 mil em pensão

Ex-jogador deve pensão alimentícia e escola das duas filhas adolescentes

Marcos André Batista Santos, mais conhecido como Vampeta, pode ser preso caso não quite o que deve de pensão alimentícia e escola das duas filhas adolescentes. As meninas moram com a mãe, Roberta Soares Galiza, e o padrasto, em Miami. Somando os débitos, o ex-jogador terá que desembolsar cerca de R$ 200 mil para ficar em dia com a Justiça.

Um pedido de execução foi feito pela escola Castanheiras, em Santana do Parnaíba, em São Paulo, onde as filhas estudaram até se mudarem para os Estados Unidos. Em 2013, Vampeta não pagou as mensalidades e a dívida chegou a R$ 65 mil.

O jogador pentacampeão da Copa do Mundo de 2002, quando atuou pela seleção brasileira, pediu em 2013 a redução da pensão que pagava às meninas, cerca de R$ 17,5 mil ao mês. Vampeta propôs redução para quatro salários mínimos (algo em torno de R$ 4 mil) na época. Ganhou a causa parcialmente, mas coube recurso e a Justiça julgou improcedente, fixando o valor anterior acordado.

“O problema é que ele nunca cumpriu a decisão como foi obrigado. Quando saiu esta sentença, ele disse que não pagaria mais nada e não pagou”, conta Eva Petrella, a advogada da ex-mulher de Vampeta: “Entrei com mais dois processos e conseguimos penhorar cotas da empresa que ele tem”.

O Globo\ Foto: Divulgação