Giro de Notícias

Uma em cada três pessoas diagnosticadas com Covid-19 desenvolveu doença mental ou neurológica

Os autores da pesquisa analisaram 236.379 pacientes, a maioria dos EUA.

Um estudo publicado hoje (6) pela revista científica inglesa The Lancet Psychiatry aponta que uma, em cada três pessoas diagnosticadas com Covid-19 desenvolveu alguma doença mental ou neurológica em um período de seis meses após a infecção.

Os autores da pesquisa analisaram 236.379 pacientes, a maioria dos EUA. O estudo incluiu pacientes maiores de dez anos de idade que foram infectados com o coronavírus depois de 20 de janeiro de 2020 e estavam vivos em 13 de dezembro de 2020. O grupo foi comparado com outro de 105 mil pacientes que tiveram gripe e um de 236 mil pessoas que tiveram qualquer doença de trato respiratório (incluindo gripe).

Segundo eles, ansiedade (17%), transtornos de humor (14%), abuso de substâncias (7%) e insônia (5) foram os diagnósticos mais comuns que os sobreviventes da Covid-19 receberam. Doenças neurológicas foram mais raras mas não incomuns entre afetados gravemente pelo coronavírus. Elas incluem hemorragia cerebral (0,6%), AVC (acidente vascular cerebral) isquêmico (2,1%) e demência (0,7%). 

Os riscos também foram maiores em pacientes que tiveram um quadro grave de Covid – mas não se limitaram a eles. Doenças neurológicas ou psiquiátricas foram diagnosticadas, em geral, em 34% dos sobreviventes, mas em 38% dos que receberam atendimento hospitalar, em 46% daqueles que ficaram internados em UTI e em 62% dos que tiveram “delirium” (encefalopatia) durante o período da infecção.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Metro 1/Foto: Divulgação / Prefeitura de Salvador

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo