TJ-BA declara ilegal greve da Polícia Civil e do DPT

A decisão foi proferida nesta segunda-feira (10), pelo desembargador José Cícero Landin Neto.

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), declarou como ilegal a greve dos servidores da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Técnica, a ser deflagrada nesta terça-feira, 11 de agosto de 2020, por 24 horas. A decisão foi proferida nesta segunda-feira (10), pelo desembargador José Cícero Landin Neto.

O magistrado determinou a realização de trabalho regular dos membros das categorias, sob pena de multa diária de R$30 mil reais, em caso descumprimento.

A Ação Coletiva Declaratória de Ilegalidade de Greve foi proposta pelo Estado da Bahia, através da Procuradoria Geral do Estado, contra o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (Sindpoc); Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia (Adpeb); Associação dos Escrivães de Polícia do Estado da Bahia (Aepeb); Associação dos Investigadores de Policia Civil do Estado da Bahia; Sindicato dos  Peritos Técnicos do Estado da Bahia (Sindpep) e Associação do Movimento Unificado dos Policiais Civis da Bahia (Unipol-Ba).

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Tribuna do Recôncavo / Bahia Noticias / Foto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo