Sesab passa a recomendar internação precoce de pacientes com coronavírus

De acordo com a nova orientação, as pessoas contaminadas devem ser internadas precocemente para evitar o agravamento de quadros clínicos, especialmente em relação aos casos com comorbidades associadas.

O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, assinou a Nota Técnica 71 atualizando as orientações da pasta sobre a internação de pacientes com Covid-19. De acordo com a nova orientação, as pessoas contaminadas devem ser internadas precocemente para evitar o agravamento de quadros clínicos, especialmente em relação aos casos com comorbidades associadas.

De acordo com Vilas-Boas, pessoas consideradas de risco elevado para evolução desfavorável estão sendo internadas tardiamente, indo direto para UTI. “Desse modo, justificam-se cuidados e observações mais criteriosas com diabéticos, hipertensos, portadores de doenças cardíacas, pulmonares ou renais, além de obesos, gestantes e maiores de 60 anos”, afirma. Ainda de acordo com o secretário, para esses pacientes serão disponibilizados, inicialmente, mais de 350 leitos clínicos, entre as gestões estadual e municipal.

Segundo a nota técnica, serão considerados casos suspeitos de coronavírus, pessoas que apresentem quaisquer destes sintomas: febre; tosse; coriza; dor de garganta; dispneia; perda de olfato ou paladar; diarreia, associada à dor abdominal e/ou sintomas respiratórios; e conjuntivite.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Diário Paralelo