Segunda parcela do auxílio ficará restrita para transferências até dia do saque

A portaria também definiu o novo calendário de pagamento do benefício.

Uma nova portaria, publicada pelo governo federal no Diário Oficial da União desta sexta-feira, dia 15, definiu que o dinheiro do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial não poderá ser transferido para outras contas até que chegue a data da liberação para os saques. A portaria também definiu o novo calendário de pagamento do benefício.

Segundo as novas regras, os trabalhadores que recebem o auxílio pela poupança digital poderão movimentar os recursos pelo aplicativo Caixa TEM. Os recursos depositados nesta segunda parcela agora “estarão disponíveis apenas para o pagamento de contas, de boletos e para realização de compras por meio de cartão de débito virtual.”

No pagamento da primeira parcela, a Caixa Econômica informou que, por meio desse aplicativo, os trabalhadores poderiam efetuar transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias. Além disso, poderiam pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras. A liberação da transferência e do saque do dinheiro será no dia 30 de maio.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia.Ba/ Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil