Pra respirar! Bahia atropela o Nacional-PAR e encaminha classificação na Sul-Americana

Os gols do triunfo foram marcados por Gilberto, Gregore e Élber.

Pressionado com a desclassificação prematura na Copa do Brasil e a derrota no Ba-Vi, o Bahia voltou a vencer e respirou. Nesta quarta-feira (12), após dias de turbulência, o Tricolor goleou o Nacional-PAR por 3 a 0, na Arena Fonte Nova , na estreia na Copa Sul-Americana.

Os gols do triunfo foram marcados por Gilberto, Gregore e Élber. Com a vitória, o time baiano encaminhou a classificação para a segunda fase da competição.

No jogo de volta, no Paraguai, o Esquadrão poderá empatar ou perder por até dois gols de diferença. O próximo compromisso entre as equipes acontece no dia 26 de fevereiro.

PRIMEIRO-TEMPO

A primeira boa chance foi do Nacional. Aos 13 minutos, Franco Costa invadiu a área e chutou forte. Anderson fez grande defesa para evitar.

A partir daí, só deu Bahia. Aos 31, João Pedro fez boa jogada e deixou Élber livre na área. O atacante tentou o chute colocado, mas acertou o zagueiro.

Dois minutos depois, Gilberto ganhou bola na área e tentou o chute. Espínola fez boa defesa.

O goleiro paraguaio brilhou novamente aos 34 minutos. Após chute forte de Élber, Espínola se esticou para fazer uma grande defesa.

Mas, o arqueiro não evitou aos 39. Após tabela com Flávio, Rossi cruzou para Gilberto abrir o placar.

E ainda deu tempo para mais um. Aos 41 minutos, Gregore acertou um belo chute de fora da área no ângulo de Espínola.

SEGUNDO-TEMPO

O Tricolor voltou para o segundo tempo com tudo e marcou o terceiro logo aos quatro minutos. Após chute de Gilberto, Espínola espalmou, mas Élber aproveitou o rebote para mandar na rede.

Aos 12, o time baiano quase aumentou. Rossi fez jogada pela direita e tocou para Gilberto, que deixou escapar. Mas, Élber apareceu, dividiu com o goleiro e por pouco não fez o quarto.

E só dava Bahia. Aos 18 minutos, Juninho recebeu passe de Rossi, invadiu a área e chutou. Espínola fez a defesa.

O time paraguaio só assustou aos 26. Benítez chutou forte de longe e Anderson fez outra bela defesa.

O Nacional continuou levando perigo na reta final. Aos 39, Villagra acertou um bonito chute, mas só tirou tinta da trave.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Galáticos Online / Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia