Peritos federais relatam tortura em prisões no Pará

Torturas vão de presas serem obrigadas a sentar nuas em formigueiros até a consumir água do vaso sanitário

O Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, comitê ligado ao Ministério dos Direitos Humanos, relatou um quadro de extrema gravidade de violação dos direitos dos detentos do Pará.

As torturas vão de presas serem obrigadas a sentar nuas em formigueiros até a consumir água do vaso sanitário. O sistema do esgoto é infestado por ratos.

Além disso, os presos são obrigados a cantar o Hino Nacional e a rezar o Pai Nosso sob ameaça de punições.

O documento com o relatório completo foi enviado nesta semana à Procuradoria-Geral da República e a ministérios, além de órgãos estaduais.

Quatro cadeias foram fiscalizadas: o Centro de Recuperação Regional de Altamira; a Cadeia Pública de Jovens e Adultos; o Centro de Recuperação Prisional do Pará; e o Centro de Reeducação Feminino.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

bahia.ba\ Foto: Reprodução / Época