Esportes

Paulo Carneiro aponta questões políticas e critica orçamento de R$ 35 milhões aprovado pelo Conselho

A proposta foi aprovada pela maioria na reunião do Conselho Deliberativo, mas não agradou ao mandatário rubro-negro, que classificou o ato como político. 

O Vitória aprovou na manhã de hoje o orçamento do clube para 2021, o segundo sob a presidência de Paulo Carneiro. A previsão é orçamento de 35 milhões, 18 milhões a menos do que no ano passado e 10 milhões a menos que 2019.

A proposta foi aprovada pela maioria na reunião do Conselho Deliberativo, mas não agradou ao mandatário rubro-negro, que classificou o ato como político. 

“Queria registrar meu arrependimento de não ter participado da reunião do Conselho hoje. Estava sentindo uma animosidade de um grupo de conselheiros e resolvi não me manifestar, até porque orçamento é uma previsão. Não tem orçamento no mundo que não seja factível de ajustes, mas o que o Conselho aprovou hoje pela manhã é o engessamento do clube e espero que cada um assuma sua responsabilidade. Ou seja, existe um clima claro dentro do Conselho, por questões políticas, de um voto de desconfiança a minha pessoa, mas não vão conseguir provar nada contra mim. Tenho uma história no clube de 20. Mas não tem problemas, não faltarei mais reunião nenhuma e vou analisar junto com o departamento jurídico os direitos da instituição com relação ao que foi decidido. Lamento muito, pois acho que o clima deveria ser de união. Não tenho problema pessoal com ninguém, mas as pessoas têm contra mim, porém, a diferença é que eu construir o clube junto com meus amigos. Errar nas contratações faz parte do processo, mas encontrar falhas nossas e desvio de conduta, impossível”, disse PC por meio de áudio em um aplicativo dê mensagens instantâneas. 

Vale lembrar que o em 2016, sob presidência de Raimundo Viana e disputando a Série A, o Vitória apresentou orçamento de R$ 76,6 milhões. Em 2017, mais uma vez na elite e com Ivã de Almeida na presidência, o valor foi de R$ 83,4 milhões.

Em 2018, na gestão de Ricardo David, o orçamento foi recorde, de R$ 102,5 milhões. Com a queda para a Série B, foi reduzido em mais da metade, para R$ 45 milhões.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Galáticos Online/Foto: Maurícia da Matta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo