Pais de youtuber chamam campanha “Bel para Meninas” de caluniosa e agressiva

Franciente e Maurício Magdalena afirmam que estão tomando as medidas cabíveis para resolver o caso.

Acusada de explorar e maltratar a youtuber Isabel Magdalena, de 13 anos, Franciente Magdalena, mãe da criança que participa junto com ela do canal ‘Bel para Meninas’, se pronunciou por meio de vídeo sobre o caso.

O assunto virou trending topic do Twitter na segunda-feira (18) com a tag ‘Salve Bel para Meninas’, no qual internautas apontavam que Fran fazia brincadeiras e submetia a garota a gravar conteúdos que não condiziam com a idade dela.

Segundo Fran, as especulações dos seguidores não passavam de “estórias de ficção”.

“A nossa família é responsável por diversos canais de comunicação, que somam cerca de 21 milhões de seguidores. Dito isso, por meio de nossos canais passamos a publicar conteúdos controlados, vez que não se trata de um reality show onde estaríamos 100% expostos. Pelo contrário, nós escolhemos os conteúdos que publicamos, muitas das estórias são de ficção criadas por nós dentro da temática que abordamos”.

No vídeo, Fran e Maurício, pais de Isabel, afirmam que as denúncias apresentadas são fake news e a campanha criada na internet é caluniosa, difamatória, agressiva e covarde, feita por pessoas maldosas e invejosas.

O pai de Bel ainda chamou o apresentador Luiz Bacci de sensacionalista e afirmou que as medidas cabíveis estão sendo tomadas. “Não tente se defender atacando. Quem é o senhor para falar de audiência, de dinheiro se o senhor coloca a tua filha para vomitar no YouTube?”.

A família recebeu a visita do Conselho Tutelar de Maricá, no Rio de Janeiro, após a repercussão do caso.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia.ba/ Foto: Youtube