O Brasil vai “sacudir” Roma nos próximos dias

Segundo o Papa Francisco: “O objetivo principal desta convocação é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus.

A cidade de Roma, mais especificamente no Vaticano, sede da Igreja Católica no mundo, nos próximos dias tornará o Brasil como um dos assuntos mais discutidos, com a convocatória do Papa Francisco aos bispos para o Sínodo da Amazônia, muito criticado por membros da própria Igreja e pelo governo brasileiro, o sínodo foi aberto na celebração deste Domingo(06/10) e seguirá até o dia 27 de outubro com cerca de 250 participantes, a pedido do Papa, não contará com a presença de nenhuma representação política.


Segundo o Papa Francisco: “O objetivo principal desta convocação é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta. Que os novos Santos intercedam por este evento eclesial para que, no respeito da beleza da Criação, todos os povos da terra louvem a Deus, Senhor do universo, e por Ele iluminados, percorram caminhos de justiça e de paz”.

O Sínodo da Amazônia promete apresentar uma postura clara da igreja em relação à política mundial do meio ambiente a começar pela região Pan – Amazônica, continuando as reflexões da encíclica “Laudato si ” lançada em 2017. Os trabalhos deste encontro extraordinário estão sob a proteção de São Francisco de Assis, patrono da Ecologia, disse o Papa.


Além do sínodo, nos próximos dias, Roma receberá os brasileiros, com suas músicas, orações e danças, para no próximo Domingo (13/10) na praça São Pedro no Vaticano, com os devotos e admiradores do Anjo Bom da Bahia, participarem da Celebração de Canonização de Santa Dulce dos Pobres, primeira Santa Brasileira, que viveu intensamente um projeto de vida dedicado aos menos favorecidos, e que ainda em vida era aclamada pela população como uma mulher santa.