Giro de Notícias

Estudo aponta reinfecção de Covid-19 com variantes do vírus ‘menos preocupante’

A pesquisa foi realizada pelo Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes da Universidade de Campinas (SP).

Um estudo identificou quatro casos de reinfecção pela Covid-19 em profissionais da saúde que atuam no Hospital de Clínicas de Campinas. A pesquisa foi realizada pelo Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes da Universidade de Campinas (SP). As novas infecções, porém, foram causadas por variantes consideradas de “não preocupação”, o que traz um alerta sobre a possibilidade de contrair o vírus novamente mesmo em cenários onde as linhagens mais agressivas estejam controladas.

De acordo com o professor do Instituto de Biologia e coordenador do laboratório, José Luiz Módena, são categorizadas como de “não preocupação” as linhagens do Sars-CoV-2 que não apresentam mutações capazes de gerar uma maior transmissibilidade ou letalidade. Dentre os pacientes analisados no estudo, as variantes encontradas foram a B1128 e B1133, que circulam no Brasil desde 2020. O professor afirma que é necessário monitorar o evento, apesar de ser muito raro.

O estudo, publicado pela revista Emerging Infectious Diseases, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, indica que é possível um paciente ser reinfectado por uma linhagem semelhante à da primeira vez em que contraiu o vírus, não sendo necessária a interferência de uma variante nova e mais agressiva.

Segundo o professor, o caso pode ocorrer principalmente entre aqueles que têm alta exposição ao vírus, como acontece com profissionais de saúde. Também afirma que nos casos analisados, os pacientes tiveram sintomas leves, mas ainda podiam disseminar o vírus para outras pessoas.

A equipe do laboratório trabalhou com amostras que foram colhidas em um intervalo de pelo menos 45 dias entre a primeira e a segunda infecção. Além disso, as quatro pacientes tiveram um teste molecular e sorológico com resultado negativo entre os dois exames.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia Notícias/Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo