Em Cingapura, Leclerc supera Hamilton e Vettel e conquista 3ª pole consecutiva

A largada para o GP de Cingapura, a 15ª de 21 corridas do calendário da Fórmula 1 em 2019, será às 9h10 deste domingo.

O momento de Charles Leclerc é esplendoroso. Em grande fase, o piloto monegasco desbancou Lewis Hamilton e o companheiro Sebastian Vettel neste sábado, no final da sessão classificatória para o GP de Cingapura, e conquistou sua 3ª pole position consecutiva e a quinta nesta temporada da Fórmula 1.

Em sua última tentativa no Q3, o jovem piloto da Ferrari consideravelmente a sua melhor volta e cravou 1min36s217 para ficar em primeiro. Vencedor das últimas duas corridas na temporada, Leclerc consolida sua ótima fase com um primeiro lugar inesperado em Cingapura, uma vez que a escuderia italiana não era favorita a ocupar o primeiro posto na prova.

“Estou extremamente feliz. Foi uma ótima volta, mas houve vários momentos em que eu quase perdi o controle. Eu devo agradecer muito à equipe – eles foram incríveis. Ontem (sexta-feira) não foi meu dia, mas hoje me sinto ótimo”, afirmou Leclerc após conquistar a pole.

Pentacampeão mundial e líder do campeonato, Lewis Hamilton, que flertou com a pole, terminou em segundo. O inglês da Mercedes terminou a sessão 0s191 atrás de Leclerc e conseguiu permanecer à frente do alemão Sebastian Vettel, que fechou a atividade em terceiro.

O piloto da Ferrari, que amarga um longo jejum de vitórias, chegou a ocupar o primeiro lugar já no Q3, mas falhou e abortou a sua última tentativa, não conseguindo algo melhor do que o terceiro lugar depois de ver Leclerc melhorar sua volta em mais de meio segundo.

O holandês Max Verstappen e o tailandês Alexander Albon, companheiros da Red Bull, vão largar na quarta e sexta posições, respectivamente. Entre eles estará o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes.

O grupo dos dez primeiros colocados foi completo pela McLaren, com o espanhol Carlos Sainz Jr em sétimo e o jovem inglês Lando Norris em décimo, e pela Renault, com o italiano Daniel Ricciardo em oitavo e o alemão Nico Hulkenberg na nona colocação.

Estadão/  Foto: Divulgação AFP