Daniel marca aos 42 do 2º tempo e coloca o Bahia na final do Nordestão

O adversário na grande final da competição será o Ceará.

O torcedor do Bahia passou longe de viver uma noite tranquila, mas no fim teve motivos para comemorar no fim. No dia em que a mística tricolor voltou a se fazer presente, o Esquadrão venceu o Confiança por 1×0, nesta quarta-feira (29), no estádio de Pituaçu, e se garantiu na final da Copa do Nordeste 2020.

O gol que garantiu a classificação tricolor só saiu aos 41 minutos do segundo tempo. O meia Daniel  saiu do banco de reservas e anotou o único tento da partida, dando ao Esquadrão o direito de disputar a sua oitava final da principal competição regional do país, se tornando o time que mais vezes decidiu o Nordestão.

O adversário na grande final da competição será o Ceará, que passou pelo Fortaleza na outra semifinal. As partidas vão acontecer no próximo sábado (1º) e na terça-feira (4).

O jogo

A partida começou intensa, mas com poucas chances de gol. Com mais posse de bola, o Bahia encontrava dificuldade para passar pelo bloqueio montado pelo Confiança.

Quando o tricolor encaixou a jogada, João Pedro foi na linha de fundo e cruzou rasteiro. Fernadão conseguiu se antecipar ao marcador e mandou para o gol. A bola ia entrando, mas no último instante o goleiro Rafael Santos fez a defesa com o pé e salvou o time alagoano.

A chance de Fernandão foi a melhor do Bahia na primeira etapa. Depois disso, o tricolor sofreu. Com a marcação bem ajustada, o Confiança se fechou bem e não deu espaços para o Esquadrão.

As trocas de passe entre Rodriguinho, Élber, Clayson e Capixaba não surtiram efeito para penetrar na área do dragão. Assim, o Bahia só conseguia chegar ao gol de Rafael Santos em jogadas de bola parada e chutes de média distância.

Do outro lado, o Confiança tentava o contra-ataque usando o trio de meias. O azulino não chegou a levar grande perigo ao gol de Anderson, mas incomodou a defesa tricolor subindo a linha e marcando pressão quando não tinha a bola.

Antes do fim do primeiro tempo o Bahia teve uma última chance na cobrança de falta. João Pedro bateu forte e acertou a defesa. Na volta, o mesmo João tentou a finalização, mas pegou mal.

Alívio no fim

O Bahia voltou para o segundo tempo com o mesmo time e a mesma dificuldade de furar a defesa do Confiança. Enquanto isso, o time alagoano passou a adotar uma postura mais ousada.

Na bola lançada na área, Reis tentou achar Mikael em boa posição, mas a defesa tricolor chegou antes e conseguiu cortar a jogada.

A resposta do Bahia veio na sequência. Élber carregou a bola na entrada da área e achou João Pedro. O lateral foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Matheus Mancini chegou primeiro e afastou o perigo.

A partir daí o Bahia começou a desperdiçar oportunidades. Na jogada de Juninho Capixaba, Rodriguinho tentou ajeitar para chutar, mas foi desarmado. Logo depois foi a vez de Élber entrar driblando na área sergipana. Ele tentou rolar para o meio, mas de novo a defesa adversária chegou primeiro.

Aos 18 minutos Élber voltou a ter boa chance. No passe Rodriguinho, o camisa 7 teve campo para disparar em velocidade. De frente com Rafael Santos, o atacante mandou para fora.

Na tentativa de colocar sangue novo, Roger sacou Clayson e colocou Alesson em campo. Mas foi o Confiança que voltou a levar perigo. Depois do cruzamento de Thiago Ennes, Rafael Vila, completamente livre, mandou de cabeça, mas a bola foi pra fora.

O jogo seguiu nervoso. Na tentativa de cruzamento de Mikael, a bola desviou na defesa e quase engana Anderson. Roger então tirou Gregore e colocou Daniel em campo. Deu certo.

Na primeira jogada, o meia recebeu de Élber, arriscou de fora da área e acertou o canto de Rafael Santos, aos 42 minutos do segundo. Gol que colocou o Bahia na final da Copa do Nordeste 2020.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Correio 24 Horas / Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia