Chiquinho Scarpa implanta chip de gps para encontrar namorada onde ela estiver

Além do microchip que localiza a mulher em qualquer lugar do mundo, o conde ainda tem acesso a outro aplicativo de localização ligado ao celular dela.

A excentricidade sempre fez parte do folclore em torno de Chiquinho Scarpa. O conde, um dos últimos quatrocentões de São Paulo, já disse que enterraria um carro caríssimo no quintal de casa, que tinha uma criação de anões e que já havia dormido com mais de 7 mil mulheres.

Morador de um palacete avaliado em R$ 63 milhões, que ele tenta vender há oito anos, Chiquinho pode passar um ano sem pisar num dos enormes cômodos do imóvel. E por lá já se perdeu da namorada, a corretora de imóveis Luana Risério. Para que isso não acontecesse com frequência, passou a monitorar a moça através de um microchip de GPS implantado sob a pele dela.

Agência O Globo