Bolsonaro desiste de dar subsídio à conta de luz de igrejas

O presidente ainda fez questão de deixar claro que o veto ao subsídio partiu da equipe econômica.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (15) que suspendeu “qualquer negociação” sobre a possibilidade de dar subsídio à conta de luz de templos religiosos de grande porte. 

Na manhã de ontem (14), o presidente havia reclamado das críticas que recebeu por querer dar subsídio às igrejas. “Estou apanhando e nem decidi ainda”, declarou. “Não sei por que essa fama de dar pancada em mim o tempo todo. Eu assinei o decreto? Então, por que essa pancada?”. 

Bolsonaro ainda fez questão de deixar claro que o veto ao subsídio partiu da equipe econômica. “O impacto seria mínimo na ponta da linha, mas a política da economia é não ter mais subsídio. Falei com eles [religiosos] que está suspensa qualquer negociação nesse sentido”.

Metro 1/ Foto : José Cruz/Agência Brasil