Assembleia da Polícia Civil delibera por greve durante carnaval

Ele disse ainda que próximo ao carnaval haverá a assembleia da categoria.

Policiais civis da Bahia deram início às 8h desta sexta-feira (7) à paralisação de 24h contra a Pec da Previdência estadual, com manifestação em frente ao Palácio da Polícia Civil da Bahia, na Piedade, quando a passagem de veículos foi interrompida.

Até às 8h deste sábado estavam suspensos os registro de ocorrências, diligencias, busca e apreensão, operações e intimações. Seguem normalmente apenas serviços essenciais à população, como prisão em flagrantes e levantamento cadavérico.

“É o sexto ano sem reajuste, e a categoria acumula perdas históricas salariais e sinaliza que vai continuar mobilizada com os 14 sindicatos e quatro centrais sindicais pela manutenção e ampliação de direitos”, afirmou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), Eustácio Lopes.

Ele disse ainda que próximo ao carnaval haverá a assembleia da categoria, que vai deliberar sobre a possibilidade da greve durante o carnaval.

“A categoria hoje está com sentimento revanchista, sentimento de que precisa fazer uma greve pra mostrar o valor e o tamanho da instituição, pelo sucateamento, falta de valorização e reconhecimento. A categoria entende que se não houver diálogo é necessário a paralisação no carnaval”, afirmou.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Varela Notícias