Esportes

Após ter caso arquivado, Ramírez se manifesta: ‘Sempre tive certeza da minha inocência’

O atleta colombiano lesionou o joelho no começo de fevereiro e deve retornar ao gramado em seis meses.

Depois de ter o seu inquérito policial de racismo arquivado após pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro, o meia Juan Ramírez, do Bahia, se manifestou por meio do Instagram.

“Sempre tive a certeza da minha inocência e que enfrentava uma tremenda injustiça. Agradeço o apoio da minha família, meus amigos, do Esporte Clube Bahia e dos meus advogados @milton.jordao e @crispossidio”, postou.

Ramírez foi acusado de ter dito “cala a boca, negro”, para Gerson, do Flamengo, durante o jogo entre as duas equipes, em dezembro de 2020, pelo Campeonato Brasileiro.

O atleta colombiano lesionou o joelho no começo de fevereiro e deve retornar ao gramado em seis meses.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Bahia Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo