AGU aciona no CNJ juiz que chamou situação do país de ‘merdocracia’

Na sentença, o magistrado escreveu que o país vive uma ‘merdocracia liberal neofascista’.

O advogado-geral da União, André Mendonça, se manifestou sobre a sentença do juiz Jerônimo Azambuja Franco Neto, da 18ª Vara do Trabalho do TRT da 2ª Região, que ganhou repercussão neste fim de semana. O magistrado julgou procedente a ação do Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares de São Paulo e condenou um restaurante à observância de cláusulas normativas referentes ao piso salarial normal e seguro de vida.

Na sentença, Azambuja escreveu que o país vive uma “merdocracia liberal neofascista”. Na avaliação do representante da AGU, o linguajar utilizado na sentença — característico de um militante partidário, não de um juiz — foge da técnica jurídica e claramente viola o Código de Ética da Magistratura”. “A AGU representará perante o Conselho Nacional de Justiça”, afirmou Mendonça. 

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Metro 1/ Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil