Agentes funerários disputam cadáver em frente a Santa Casa de Valença

Familiares ficaram incomodados com comportamento dos funerários no oferecimento do serviço.

Uma cena que ocorre em muitos municípios, num momento de luto familiar, foi abordado pela imprensa na cidade de Valença, na Costa do Dendê.

Segundo o site Livre Notícias, dois familiares de falecidos ficaram incomodados com a falta de respeito de agentes funerários, que foram para a porta da unidade de saúde, oferecer os serviços e ainda propor vantagens. “Se ele cobrou a capela e a roupa, a senhora pode escolher um dos dois que eu garanto gratuitamente”, atribui o site a um funcionário. “A senhora pode dar entrada e a próxima prestação é até 40 dias”, revela sobre outro.

Preferindo não ser identificada a familiar do falecido declarou “Eles nos abordam, a gente está de cabeça quente, já pensou se meu marido agredisse ele? Seria enterro e prisão né?”, argumentou ela classificando-os, “urubus na carniça”.

O caso chegou a emissora de Rádio Rio Una, durante um programa jornalistico o repórter Ademir Ferreira solicitou das unidades que prestam o serviço: “respeitem a dor das famílias. Eles saberão procurar as funerárias quando entenderem e as ficha cair sobre a perda de seus entes”.

A associação de funerárias de Valença, ainda não comentou o assunto.

Siga o Recôncavo no Ar nas redes sociais e fique por dentro de todas as informações e transmissões ao vivo na nossa página oficial.

Facebook e Instagram

Mídia Bahia